Gene Local

O começo da vida se iniciava
Num Vale do Ribeira primordial,
Lógico!... Não havia bananal
Nem ouro, nem arroz, mas já soava

Um burburinho triste e cordial!
Que bulício de coisa que entremeava
Entre rochas magmáticas... Chorava?
Gemia? Cantarolava? O que afinal?

Certamente não era som de lava
Ou de qualquer barulho natural.
Era um som bem estranho que estalava

Impassível, nativa, celestial?
Não! Ecoava assim tal mar que rasava
Para desafinar gene local!

Osvaldo Matsuda

Nenhum comentário:

Postar um comentário