Cometas de Prainha

O efeito da erosão nas serras tem
Causado um mal-estar comunitário,
Principalmente, após temporal diário
E contínuo, sem trégua... Não resistem

Os solos bem expostos, que são morros
Onde os bananais são agriculturas
Mais desenvolvidos. Nas agruras
Daqueles ermos íngremes que jorros

D’águas, insumos, solos, areias... Vão
Sendo arrastados rios abaixo, então,
Nas várzeas se derramam. Entornam

E encharcam tudo em volta! Invadem tudo!...
Depois, lentos rios vazam... Chão desnudo,
Cometas de Prainha desmoronam!...

Osvaldo Matsuda
(SP, 17 de abril de 2009)

A TARDE FRIA ENTRE AZUL E VERDE E PÁSSAROS

Sol enfraquecido pelo tempo frio
uma pontinha do sol nas árvores na distância de uma meia vista
uma moto acelerada rasga o som baixo de um caminhão
um galo
de novo
pássaros procuram a dormida
o coco não cai de forma alguma
ô GeovÂni!
ô GeovÂni!
Aqui!
Geovanê!
crianças gritam na praça.
foram embora
fico olhando se o sol já foi.
sol quase sombra da noite
a noite deverá ser bem fria
aquecerei os pés no fogareiro de barro baiano
tÍc(o)
um tico-tico mora atrás de casa
tÍc(o)
sumiu
o sol também
o sanhaço canta no coqueiro
o sanhaço é uma avezinha que canta igual às suas cores
de volta o tico-tico assanhado como quem já vai dormir
outra avezinha
fíi
fíi
fíi
muitas outras em meio ao som de crianças
no fundo um silêncio profundo
o silêncio deixa ver além do que os ouvidos e olhos alcançam
o silêncio fala de grandes distâncias
assim como o frio na pele
debaixo das árvores o escuro vem chegando devagarinho,
fii
fii
fii,
em seu contorno o azul céu de entardecida
entre sombras, cantos, o azul e o verde folhas em movimento,
a luz da lâmpada amarela incandescente
é um refúgio aquecido para os olhos
imagino que o sol dá seu ultimo azul claro antes da noite
a sabiá começa a dar seus primeiros miados
quando criança disseram-me que era a alma-de-gato
fiquei com muito medo quando vi o curiango debaixo da laranjeira
curiango, alma-de-gato,sabiá
há algum tempo a sabiá não mais mia.
foi dormir
uma cigarra muito longe
para mudar de direção às vezes é necessário a persistência
apesar de a noite ainda estar somente principiando.

Déco
24-05-2007
Sete Barras

A fronteira é o sentimento

Pensar assim é fogo
Fogo queima
Tamo no telefone
Mesmo assim
Ééééé
Silêncio
Pior inferno da timidez não é a voz, é o toque
Uma moça e uma criança passam na rua
É gostosa?
Um carro faz zummmm
Ele se aproxima
Uma moto
Me assusto fácil com barulho
Catarro
No peito
Aqui a distância é pequena
(...)
Parece de menino apaixonado
Da 6A. série
Paixão é verde
Besta pá carai
Foda-se a mitologia grega
Catarro
O que eu quero ser mesmo é carnaval
A turma tá na praia
Carnaval, não esta bosta nervosa

Serjo/déco
Poá/Sete Barras/por telefone
12/04/2009

Cuidado com o (des)barranco da Serra da Kamaith depois das bananas e das chuvas

Kamaith,
Olha pra serra!!!

A constelação abriu espaço
a estrela de Prainha já não está mais sozinha
Nada...nada fala mais alto que o silêncio da letra
Portanto tive que sair
E ver o nada aparecendo
Aumentando...aumentando...
Na serra
Névoas de chuva
Serra se cobrindo
O nada virou oculto
Totalmente
Debaixo do manto
Nuvem
Branco
Barranco
Desbarranco.


25/04/09
Déco/Renato/Nestor/Júnior
Sete Barras/Miracatu(Vila Kamaith/Centro/Bairro Concha Acústica)
Por telefone

ACORDA AMOR!


ACORDA AMOR!


TEXTO SELECIONADO DE “AS CRÔNICAS DE PINDAÍBA”, QUE CONTEM O RELATO DOS ACONTECIMENTOS OCORRIDOS NO REINO HOMÔNIMO DESDE SUA FUNDAÇÃO NO SÉCULO XVI DE NOSSA ERA.
“... POR ESSE TEMPO UM REI FÔRA DEPOSTO POR IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA, TORNARA-SE FAMOSO POR SE CRER DIVINIZADO EM VIDA. ERA COSTUME NESSES DIAS REMOTOS TRATAR OS MANDATÁRIOS COMO SEMIDEUSES, E, QUALQUER COMENTÁRIO BOBINHO (FOFÓCA) ERA CONSIDERADO SACRILÉGIO. COITADO DE QUEM FIZESSE UMA CRÍTICA, ERA TIDO COMO INIMIGO DO ESTADO E PERSEGUIDO PELOS PODEROSOS DA CORTE. ESSA DEPOSIÇÃO, DEGOLA, PONTAPÉ NO BUMBUM FOI O FINAL DE UM CICLO DE ESCURIDÃO, DESMANDOS E MARACUTAIAS. SE BEM QUE, QUEM ASSUMIU O TRONO VAGO ERA PARTE DA MESMA FAMILIA REAL, OU SEJA, TIRARAM O COCÔ E DEIXARAM AS MOSCAS.
QUEM OCUPOU O TRONO, SEGUNDO CONSTA NOS ARQUIVOS, ERA UMA PESSOA HONESTA, PIA E BEM INTENCIONADA. CERCADA POR UMA CORTE DE ANJOS, ARCANJOS, SER AFINS E NÃO AFINS. UM DOS SERES AFINS (AFINS DE SE MANTER NO CARGO) FORA MUITO ÚTIL AO SOBERANO DEFENESTRADO, POIS ERA CONSIDERADO O DEGOLADOR OFICIAL DE DESAFETOS, E, VÁRIOS REIS SE BENEFICIARAM DE SEU NEFANDO COSTUME.
“LUCA CETE, UM RENOMADO HISTORIADOR DA ÉPOCA, ASSIM SE REFERE À CÔRTE:-” ENTRE PANTERAS, GAMOS, COBRAS CRIADAS OU TATUADAS, CHILIQUES, NARÍZES EMPINADOS, GRITINHOS MELINDROSOS, CARAS E BOCAS TEATRAIS, DESENFREADAS PAIXÕES, XOGUNS E MAGIA NEGRA, SÓ ALEGRIA NA CÔRTE! ATRAVÉS DE DESPACHOS E OFERENDAS TUDO ERA SOLUCIONADO ENTRE A CÔRTE CELESTIAL E AS TREVAS. ”CONFESSO QUE NÃO CONSEGUI CAPTAR A MENSAGEM QUE LUCA CETE LEGOU A POSTERIDADE.
ESTAVA ASSIM O REINO ENTREGUE AOS FOLGUEDOS DOS SERES CELESTIAIS E TREVOSOS (SARAVÁ EXU!), QUANDO A PLÉBE CAIU NA REAL E NOTOU QUE NADA MUDARA, QUE SOMENTE COM MUITO AMOR PODERIA SER RESGATADAS SUAS ESPERANÇAS, POIS A ESCURIDÃO TEIMAVA EM VOLTAR. AQUI CONVEM COMENTAR QUE O AMOR É CEGO, SURDO E MUDO SEGUNDO OS POÉTAS, POIS QUANDO INVADE UM CORAÇÃO NADA VE QUE DESABONE A FONTE AMADA, MESMO QUE SE PROVE O CONTRÁRIO. O AMOR DEFENDE O INDEFENSÁVEL, VE VIRTUDES NO VÍCIO, CHORA DE CONTENTAMENTO E PERDE-SE EM SONHOS, QUEIMA NA ILUSÃO E TRILHA CAMINHOS TORTUOSOS. O AMOR, ESSE SENTIMENTO QUE SÓ OS MUITO SENSÍVEIS POSSUEM É DEVASTADOR, E, QUANDO MENOSPREZADO OU MANIPULADO SE TRANSFORMA EM ÓDIO MORTAL, CAUSANDO PROFUNDAS CICATRÍZES E DESESPÊRO.
O POPULACHO CHEGOU A CONCLUSÃO QUE O AMOR VIVIA DORMINDO (DIZEM QUE OS INTERESSADOS NO CÁUS ASSIM O MANTINHAM ATRAVES DE MAGIA NEGRA E ENCANTAMENTOS). A DURAS PENAS DESPERTARAM O AMOR E ELE TOMOU FRENTE ÀS DÔRES DO REINO. CRIOU UM ALBERGUE MUNICIPAL AOS VISITANTES SEM TETOS, COLOCOU LIXEIRAS EM TODAS AS RUAS PARA QUE OS DO POVO PARASSEM DE JOGAR PAPÉL NAS CALÇADAS E NÃO FOSSEM MAIS APONTADOS COMO PORCALHÕES QUE ENCHIAM OS BOLSOS DE SUJEIRA NUNCA ENCONTRANDO UM LOCAL ONDE DEPOSITÁ-LA. COBROU SERVIÇO DOS SERVIÇAIS. PROIBIU CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE PERAMBULAREM ALTAS HORAS DA NOITE POR CANTINAS E BECOS. VETOU QUE OS DA ALTA CÔRTE DESSEM TÍTULOS DE CIDADÃO DO REINO A PESSOAS DESCONHECIDAS DA PLÉBE VIL. PROIBIU A CONSTANTE TROCA DE NOMES DE RUAS PARA HOMENAGEAR SEI LA QUEM. EXIGIU HONESTIDADE E TRANSPARÊNCIA DE NOBRES E APANIGUADOS. ABOLIU O SACRIFÍCIO DE VÍTIMAS HUMANAS EM SEU NOME (GALINHA PRETA? PODE!). MANDOU PARA A FOGUEIRA ALGUMAS ALMAS DEGENERADAS JÁ SEM POSSIBILIDADE DE REMISSÃO. VETOU ROMANCES SUSPEITOS ENTRE FUNCIONÁRIOS DE ESCALÃO SUPERIORES, EXIGINDO O BOM EXEMPLO E MOSTRANDO AOS MAIS AFOITOS E DESCARADOS QUE NEM TUDO É LÍCITO, PRESERVANDO ASSIM A MORAL DE DONZELAS ESCANDALIZADAS E MAL AMADAS. CASTIGOU SEVERAMENTE OS DELAPIDADORES DO ERÁRIO QUE GASTAVAM DINHEIRO DE IMPOSTOS EM FESTINHAS PARTICULARES, FOGUETES E FESTÕES.
ASSIM, O AMOR DESPERTO, ENQUADROU A TODOS DO REINO. O PESCADOR PESCAVA. O GARI VARIA RUAS. O FUNCIONÁRIO FUNCIONAVA. O POLÍTICO POLITICAVA EM BENEFÍCIO DA COMUNIDADE. OS DA SAÚDE ATENDIAM AOS NECESSITADOS COM UM SORRISO E SEM SARICOTICOS. AO FUNCIONARISMO PÚBLICO FOI EXPLICADO DIDATICAMENTE E SEM TRÁUMAS QUE SEUS SALÁRIOS ERAM PAGOS COM O IMPOSTO DOS CONTRIBUINTES E QUE ÊLES NÃO ERAM PATRÃO E SIM EMPREGADOS E QUE DEVIAM PARAR COM OS ROMPANTES E TRATAR BEM A TODOS, SOB O RISCO DE SEREM SUMARIAMENTE DEMITIDOS POR JUSTA CAUSA.
PARECE, SALVO RARÍSSIMAS EXCEÇÕES, QUE TODOS APRENDERAM AS LIÇÕES DO AMOR. PINDAIBA RENASCEU E PELA PRIMEIRA VEZ EM SUA LONGA HISTÓRIA HAVERÁ UM PLEBISCITO PARA A POSSÍVEL TROCA DE NOME. O NOME MAIS COTADO PARA SUBSTITUIR O ATUAL É... (NÃO PERCAM NA PRÓXIMA EDIÇÃO).



GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

NOTICIAS DA INDIA


NOTICIAS DA INDIA

POR: SHIVUM VIVENABARRA

NO INDUISMO, A RELIGIÃO MAIS ANTIGA DA TERRA, O SAMSARA, O CONTÍNUO CICLO DE NASCIMENTO, MORTE E RENASCIMENTO É UMA REALIDADE, SENDO A TRANSMIGRAÇÃO DE ALMAS UM FATO ACEITO NORMALMENTE.
O FAMOSO MISTICO E GURU INDIANO SUDMI VIVENOROSSIO ESTEVE RECENTEMENTE EM UMA CIDADE NO SUDESTE BRASILEIRO REALIZANDO PALESTRAS. PARA ELES, OS PAULISTAS, É DIFICIL ACEITAR A VISÃO INDUÍSTICA DO MUNDO, MAS O INDUISMO É A TERCEIRA MAIOR RELIGIÃO DO PLANETA, COM MAIS DE UM BILHÃO DE ADEPTOS, NOSSO PRINCIPAL FESTEJO RELIGIOSO É O KHUMBA MELA, QUE NO ANO DE 2007 REUNIU SETENTA MILHÕES DE PESSOAS EM ALLAHABAD, SENDO A MAIOR CONCENTRAÇÃO HUMANA JÁ VISTA.
DURANTE AS POUCAS PALESTRAS (NA VERDADE UMA ÚNICA), NOSSO AMADO GURU SUDMI VIVENOROSSIO DETECTOU QUE INCITATUS, O FAMOSO CAVALO QUE O IMPERADOR ROMANO CALÍGULA NOMEARA SENADOR, ATRAVES DO SAMSARA ADQUIRIRA O CARMA HUMANO.
A CRIATURA PARA A QUAL INCITATUS SE TRANSMIGROU VIVE NUMA PEQUENA CIDADE DO LITORAL DO ESTADO DE SÃO PAULO, BRASIL. NESSA CIDADE ATÉ AS CORTINAS TEM OUVIDOS, E A CONVERSA PARTICULAR ENTRE O BENEVOLENTE GURU E INCITATUS VAZOU. MUITOS DIZEM QUE A FIGURINHA AO CONHECER SUA ORIGEM ESPIRITUAL TEVE UM DE SEUS FAMOSOS CHILIQUES, ONDE DESTRATOU TODO MUNDO, GRITOU E ESPERNEOU, POIS SEU SONHO ERA TER SIDO CLEÓPATRA, MESSALINA OU O PROPRIO JESUS DE NAZARÉ, ABDICOU DE QUERER SER DEUS AO FICAR SABENDO QUE DEUS TAMBÉM É CONHECIDO COMO TODO AMOR E QUE TINHA JÁ EM QUEM REENCARNAR.
NOSSO MESTRE SIMPATIZOU TANTO COM A TAL CRIATURA QUE O PRESENTEOU COM UM ESPÊLHO MÁGICO, EM CONTRAPARTIDA GANHOU UMA PANELA DE BARRO DO MUMUNA E A RECEITA SECRETA DE COMO PREPARAR BOLINHOS DE RODA, SEJA LA O QUE SIGNIFIQUE ISSO.
CONTARAM-ME OS FOFOQUEIROS DE TAL CIDADE QUE INCITATUS, OU TATUS PARA OS AMIGOS, CORREU PARA SUA HABITAÇÃO E QUAL VAIDOSA BRANCA DE NEVE CONSULTOU IMEDIATAMENTE O ESPÊLHO:- ESPÊLHO, ESPÊLHO MEU! EXISTE ALGUÉM MAIS INTELIGENTE DO QUE EU?
ESPÊLHO:- IMAGIIINA! XÔ GENTALHA! POR BRAHAMA MEU PAI E YANSÃ MINHA MÃE, EU DIGO QUE NÃO!
TATUS:- ESPÊLHO, ESPÊLHO MEU! EXISTE POR AQUI ALGUÉM MAIS PODEROSO DO QUE EU?
ESPÊLHO:- NÃO MEU FILHO DE OGUM! NINGUÉM É MAIS PODEROSO DO QUE VOCE! MEU CHEFE E MESTRE...
TATUS:- ENTÃO POR QUE ME DENIGREM TANTO?
ESPÊLHO:- PORQUE VOCE É LINDO, UM DEUS GREGO, HONESTO, CHARMOSO, CONVINCENTE, CULTO, EDUCADO, MARAVILHOSO, NÃO VINGATIVO E ESSE POVINHO INVEJOSO NÃO SUPORTA A PRESENÇA DA PERFEIÇÃO...
TATUS:- ESPÊLHO VOCE NÃO ESTÁ DIZENDO ISSO SÓ PARA MANTER O EMPRÊGO?
ESPÊLHO:- POR MEU PAI OXALÁ! MINHA MÃE YANSÃ! ABALUAÊ E XANGÔ, CLARO QUE NÃO...
TATUS:- ESPERA AÍ ESPÊLHO! VOCE NÃO É INDÚ? QUE PAPO É ESSE DE ORIXÁS AFRICANOS?
ESPÊLHO:- NADA A VER! O QUE IMPORTA É QUE EU POSSO VER O FUTURO...
TATUS:- E QUAL SERÁ O MEU FUTURO? CHEGAREI LÁ?
ESPÊLHO:- SIM! COM TODO O AMOR DO MUNDO...
TATUS:- ÓTIMO! VAMOS SACRIFICAR A PRÓXIMA VÍTIMA...
ESPÊLHO:- SE UM DIA TUDO MUDAR, O QUE SERÁ DE NÓS? ESSA VIDA DE ESPÊLHO É PURA PUXA SAQUISMO...
TATUS:- NADA VAI MUDAR! VOCE NÃO OUVIU O QUE O GURU CONFIRMOU?
ESPÊLHO:- NÃO!
TATUS:- EU E VOCE, JUNTOS CONQUISTAREMOS O MUNDO!
ESPÊLHO:- OH! SARAVÁ MEU PAI!
E ASSIM O SAGRADO TRIMURTHI, BRAHMA, VISHNU E SHIVA ATRAVES DA RODA DA VIDA SEMEIAM ESTRÊLAS E CRIAM MUNDOS E RIEM DOS HOMENS QUE EM SUA IMPERFEIÇÃO IMITAM OS DEUSES IMORTAIS.



SHIVUM VIVENABARRA

SECRETÁRIO E DISCÍPULO DE SUDMI VIVENOROSSIO


(GASTÃO FERREIRA/IGUAPE)

OUTRO PASSEIO DA PRINCESA


OUTRO PASSEIO DA PRINCESA

A PRINCESA DO LITORAL, 470 ANOS, RESOLVERA VISITAR A CIDADE E APÓS UMA BREVE PARADA NO FAMOSO PORTAL, JUNTO COM SEU SECRETÁRIO DIRIGIRAM-SE AO CENTRO DO BURGO:- VAMOS JOSEPHUS, SEGUIREMOS PELA AVENIDA PRINCIPAL.
A CARRUAGEM DESCIA A GRANDE AVENIDA. A PRINCESA ORGULHOSA PELO PROGRESSO QUE NOTAVA, TECIA SEUS COMENTÁRIOS:- QUE MARAVILHA! ASFALTO! ISSO AQUI ERA UM BREJO ESCURO HÁ POUCOS ANOS ATRAS! COMO AS MUDANÇAS CHEGARAM NUMA BOA HORA! QUERO REVER O CENTRO HISTÓRICO, MAIS RÁPIDO JOSEPHUS!
JOSEPHUS:- NÃO POSSO MAJESTADE! A VELOCIDADE MÁXIMA PERMITIDA É DE 40 km POR HORA, A SENHORA QUER SER MULTADA?
PRINCESA:- NEM PENSAR! NOOOOSSA QUANTOS SUPERMERCADOS, LOJAS, POSTO DE GASOLINA, DISTRIBUIDORAS DE GÁS, BARES E RESTAURANTES! REALMENTE POR AQUI MUITA COISA MUDOU PARA MELHOR...
JOSEPHUS:- É VERDADE! DE VINTE ANOS PARA CA HOUVE UMA MUDANÇA ESPETACULAR. NOVOS BAIRROS COM BELAS CASAS, MUITOS CARROS E MOTOS, RUAS PAVIMENTADAS. PRONTA ALTEZA? CHEGAMOS AO CENTRO HISTÓRICO, ESTA É A VELHA PRAÇA DA MATRÍZ!
PRINCESA:- NÃO ACREDITO! ONDE ESTÃO AS CENTENÁRIAS ÁRVORES?
JOSEPHUS:- UM ALCAIDE, NÃO NATIVO, AS EXTERMINOU.
PRINCESA:- MEU DEUS! AS MINHAS VELHAS ÁRVORES QUE TORNAVAM ESTA PRAÇA TÃO BELA, TÃO DIFERENCIADA! QUE DAVAM SOMBRA E ABRIGO A TANTOS PÁSSAROS! E ESSES BURACOS ALI! O QUE SÃO?
JOSEPHUS:- FOI O LOCAL ONDE COLOCARAM AS CRUZES NA ÚLTIMA PAIXÃO DE CRISTO AO VIVO...
PRINCESA:- ESSES ARTISTAS SÃO MUITO CORAJOSOS, NÃO TEMEM A MALDIÇÃO AO BONJE!
JOSEPHUS:- QUE MALDIÇÃO AO BONJE?
PRINCESA:- É UMA HISTÓRIA MUITO ANTIGA E COMEÇOU COM AS SIBILAS DA BARRA DO RIBEIRA...
JOSEPHUS:- CONTA MAJESTADE, CONTA!
PRINCESA:- AS SIBILAS FOI UM GRUPO DE MULHERES FEITICEIRAS, ALGUMAS AFRAS OUTRAS INDÍGENAS, VOLTADAS PARA A MAGIA NEGRA...
JOSEPHUS:- MEU BONJE!
PRINCESA:- ISSO MESMO! MEU BONJE! POIS NÃO É QUE RESOLVERAM AFRONTÁ-LO SE INTITULANDO GUARDIÃS DE ALCAIDES E CORRELATOS. CADA ALCAIDE QUE ASSUMIA O MANDO, TINHA SEU GRUPO DE MAGAS, PAGAS A CUSTA DO CONTRIBUINTE, QUE GARANTIAM O PODER DAS SOMBRAS AO OCUPANTE DO CARGO.
JOSEPHUS:- PODER DAS SOMBRAS?
PRINCESA:- SIM! QUANDO O ALCAIDE NÃO ERA BEM INTENCIONADO E PARTICIPAVA DE MUITAS MARACUTAIAS, ACENDIA UMA VELA A DEUS (PERANTE TODO O POVO CARREGAVAM ANDORES, PORTAVAM VELAS BENTAS, REZAVAM CONTRITOS) E NO ESCURINHO ACENDIAM MUITAS OUTRAS AO DIABO...
JOSEPHUS:- OUTRAS?
PRINCESA:- VOCE NÃO IMAGINA QUANTA MACUMBA ROLOU PELAS ENCRUZILHADAS, QUANTA GALINHA PRETA DEGOLADA, QUANTO MARÁFO!
JOSEPHUS:- E RESOLVERAM SEUS PROBLEMAS?
PRINCESA:- PERGUNTE A HISTÓRIA E VEJAM QUANTOS DELES MORRERAM DE DOENÇAS MALÍGNAS, ENFARTOS, LARGADOS EM ASILOS E DIZEM QUE ATÉ MESMO ASSASSINADOS.
JOSEPHUS:- MEU BONJE! NÃO VALEU A PENA
PRINCESA:- NÃO VALEU MESMO! MAS ÊLES NUNCA APRENDEM...
JOSEPHUS:- E COMO TERMINOU TUDO ISSO?
PRINCESA:- FOI UMA GUERRA DAS TREVAS CONTRA A LUZ, DURARAM SÉCULOS, COM A CHEGADA DO BONJE A SUA MORADA, ACREDITAMOS QUE ELE PRÓPRIO INTERVEIO PARA O EXTERMÍNIO DAS FEITICEIRAS DA BARRA DO RIBEIRA. SÓ SEI QUE COM O PODER DIVINO QUE DETÉM, ACABOU PREVALESCENDO A LUZ, MAS ELE PAGOU UM ALTO PRÊÇO POR TAL VITÓRIA.
JOSEPHUS:- O BONJE PAGOU UM PRÊÇO?
PRINCESA:- SIM! NA BATALHA FINAL CONTRA AS FORÇAS DO MAL, AS BRUXAS LANÇARAM UMA TERRÍVEL MALDIÇÃO...
JOSEPHUS:- QUE MALDIÇÃO FOI ESSA?
PRINCESA:- ESSA MALDIÇÃO FICOU CONHECIDA COMO “A MALDIÇÃO AO BONJE” E DIZIA QUE TODOS AQUELES QUE QUIZESSEM PASSAR POR DEUS POLITICAMENTE OU IMITAR SEU AMADO FILHO, PAGARIAM EM DOR E LÁGRIMAS TAL OUSADIA.
JOSEPHUS:- COMO ASSIM? EM DOR E LÁGRIMAS!
PRINCESA:- MORRERIAM EM ACIDENTES, FICARIAM GORDOS E CARECAS, PERDERIAM O EMPRÊGO OU SERIAM MORTOS POR UM RÁIO QUE OS PARTA.
JOSEPHUS:- E ISSO CHEGOU A OCORRER?
PRINCESA:- PRESTE ATENÇÃO NA HISTÓRIA JOSEPHUS!
JOSEPHUS:- É... A MALDIÇÃO AO BONJE É FATAL!
PRINCESA:- AINDA BEM QUE SOU POLITICAMENTE CORRETA, NUNCA MENOSPREZEI NINGUÉM, NÃO FAÇO CARAS E BOCAS, NÃO TORÇO O NARÍZ PARA OS MENOS FAVORECIDOS E NEM AGRIDO MEUS SÚDITOS. AMO MEU POVO. QUERO VER MINHA CIDADE PROGREDIR SEM ME UTILIZAR DE ARTIMANHAS, COM HONESTIDADE E TRABALHO. UM DIA AINDA SEREI RAINHA, AFINAL SOU PRINCESA HÁ 470 ANOS, AINDA CHEGO LA, POIS A ESPERANÇA ,DIZEM, É A ÚLTIMA QUE MORRE E MEU SOBRENOME É ESPERANÇA.


GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

CORDÉLZINHO- A FONTE E O AMOR


A FONTE, A PRINCESA E O AMOR

CORDÉLZINHO


FUI À FONTE DA SAUDADE
PARA MINHA SEDE MATAR
PERGUNTEI PELA CIDADE
NA FONTE QUE É SEU ALTAR

E A FONTE SERENA E MANSA
QUE ESTAVA A BORBULHAR
FALOU:- ESSA HISTÓRIA CANÇA
MESMO ASSIM VOU TE CONTAR

ANTES DE O BRANCO CHEGAR
ESSE LUGAR ERA FARTO...
AINDA LEMBRO EM PEZAR
COMO OCORREU O FATO...

TANTO INDIOS QUANTO FERAS
FORAM AQUI EXTERMINADOS
E SE APOSSARAM DAS TERRAS
PARA FAZEREM UM POVOADO

FOI VILA, COMARCA, CIDADE
DAS MAIORES DE SEU TEMPO
MAS A MALDADE E GANÂNCIA
ERA AQUI IGUAL UM VENTO

FOI PERDENDO O QUE POSSUIA
SEM LUTAR PELO FUTURO...
OURO, TRIGO E PEDRARIAS
VEIO A NOITE, TUDO ESCURO...

OS MANDANTES DO LOCAL
SÓ QUERIAM BOLSO QUENTE
E FOI ASSIM COM ESSE MAL
QUE CHEGAMOS AO PRESENTE


ESSA AQUI É BOA GENTE!
PRINCESA DO LITORAL
PODE CONTAR NUM REPENTE
O TAMANHO DESSE MAL

VIVE AQUI ENTRE OS RETIROS
DE UM PASSADO TÃO RECENTE
ATURANDO OS VÃOS SUSPIROS
DESSE SEU POVO INDOLENTE...

POR SUAS RUAS PASSARAM
INDIOS, NEGROS, CORONÉIS
E SUAS MARCAS DEIXARAM
UMAS BOAS, OUTRAS CRUÉIS

SIMPLES! SEMPRE FOI SEU POVO
COMO DIZEM:- PÁU MANDADO!
NÃO NOTA NADA DE NOVO...
É TUDO GATO ESCALDADO!

VÃO VIVENDO DE ESPERANÇA
A CADA REI QUE É DEPOSTO
E SE PERDEM A CONFIANÇA
A TRASFORMAM EM DESGÔSTO

DESGÔSTO DE VER SEUS FILHOS
SEM UM TRABALHO DESCENTE,
POIS POR AQUI SÓ TEM BRILHO
QUEM É CHEGADO OU PARENTE

DESGÔSTO DE OUVIR PROMESSAS
QUE JAMAIS SERÃO CUMPRIDAS
DE QUERER ANDAR DEPRESSSA
QUEBRANDO A CARA NA VIDA.

DE MOSTRAR QUE AQUI É LINDO
QUE É TÃO FÁCIL SER FELÍZ...
QUE AQUI SE VIVE SORRINDO
ENTRE TANTO DIZ QUE DIZ...

TODO AMOR CHEGOU CONTENTE
PARA A CIDADE ENFEITAR...
MAS QUEDOU-SE INDIFERENTE
DEPOIS DE TANTO CANTAR.

QUE SERÁ QUE OCORREU
PARA MUDAR TAL PAISAGEM?
SERÁ QUE O AMOR MORREU
OU É FALTA DE CORAGEM?

CORAGEM DE ABRIR A PORTA
E SE LIVRAR DOS ENTULHOS
E VER QUE O QUE IMPORTA
É NOS ENCHER DE ORGULHO!

ORGULHO DE VER HONESTOS
COMANDANDO O MUNICÍPIO
DE NÃO CARREGAR OS RESTOS
HERDADOS DO PRINCIPICIO!

COMEÇAR TUDO DE NOVO
ESQUECER TODA A TRAPAÇA
TRAZER ESPERANÇA AO POVO
MANDAR EMBORA A DESGRAÇA

SE NÃO CONFIAR NO AMOR
EM QUEM PODEMOS CONFIAR?
SE NOSSO SONHO SE FOR...
O AMOR VAI NOS MAGOAR!

O AMOR TEM TANTOS NOMES
TANTO NOME NOS LEGOU
ALGUNS O CHAMAM DE FOME
... ESSE AINDA NÃO CHEGOU!

NESSA ESPERA SEM MALDADE
O AMOR CHEGOU SORRINDO
E SE APOSSOU DA CIDADE...
MAS AOS POUCOS VAI SUMINDO

MAS SE O AMOR FOR EMBORA
COMO SERÁ O FUTURO?
A VIDA GRITA LA FORA
MAS AQUI É TUDO ESCURO!

ACORDA AMOR! É URGENTE.
O TEMPO ESTÁ A PASSAR...
OH! ESSE AMOR INOCENTE
AINDA VAI NOS MATAR...


GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

ALGUÉM RESISTE


ALGUÉM RESISTE


VEJA A CIDADE NA MARGEM
DO RIO QUE VAI PARA O MAR
COMO QUEM AMA A VIAGEM
MAS TEM SEMPRE QUE FICAR!

PERGUNTE AO RIO QUE PASSA
QUE FIM LEVOU A BARRAGEM.
AO RIO PERGUNTAS NÃO FAÇA
ELE É PARTE DA PAISAGEM...

PERGUNTE AO TEMPO QUE PASSA
SE ESTA CIDADE É FELÍZ
E O TEMPO PARA E SEM GRAÇA,
O TEMPO NADA TE DIZ...

PERGUNTE AO VENTO QUE LEVA
TANTO SONHO EM SUAS ASAS
E O VENTO MUDO SE QUEDA
LEVA O SONHO E DEIXA MÁGOAS

LEMBRE! NA HORA MAIS TRISTE
EM TEMPO DE ESCURIDÃO...
HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE RESISTE
HÁ SEMPRE ALGUÉM QUE DIZ NÃO!


GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

PLAGIANDO O JULIO


ISSO SOU EU

SOU UM BARCO SEM PORTO
SOU UM BARCO SEM CAIS...
SOU UM SONHO JÁ MORTO
EM QUEM AMA DEMAIS...

SOU UM BRILHO PERDIDO
EM PASSADOS OLHARES...
SOU O AMOR DESMEDIDO
ENTRE TANTOS PENARES.

SOU SAUDADE ANDARILHA
A VAGAR PELA VIDA...
NÃO SOU HOMEM SOU ILHA
... SOU A AVE FERIDA...

TUDO ISSO EU TE DEVO
FOI VOCE QUEM ME DEU!
É POR ISSO QUE BEBO:
- TUDO ISSO!... SOU EU...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

QUE PENA MEU AMOR!

QUE PENA MEU AMOR!
NO ABSINTO DOS SEUS OLHOS
NA SUTILEZA DE SUAS MÃOS
NO CANTO DO NOSSO QUARTO
QUE PENA MEU AMOR!
NO LIMITE DA SUA LUZ
NO ÚLTIMO MILÉSIMO DE SEGUNDO
PODERIA CONTAR TODOS OS MEUS OSSOS
TODOS OS MEU FRAGMENTOS
OS GRITOS DDOS MEUS ESTILHAÇOS
INGERINDO SEUS VENENOS
NO CINTILAR DE SEUS ANÉIS
NO LUZIR DO ABAJUR
QUE PENA MEU AMOR
QUE PENA...

EU VEJO POESIA

Viajante Cósmico que sou (Mas quem não é? Talvez... Quem fecha os olhos? Quem não quer ver?...)

Dependo destas luzes extemporâneas
Vaga-lumes estelares aonde vão?

Analuci
Luz da lente
“Riscas de chuva”
Rocha
O próprio Poeta
“Sedimentares”

Eu percorri visionário, esta galáxia
De rocha e luz
Eu vejo poesia
Em cada espaço parado
Em cada tempo parado
POETAAAAASSSSSS!!!!!
PAREEEEMMMM O EESSSSPAAAÇOOOO!
PAREEEEEMMMMM O TEMMMMMPOOOO!

(Inspirado nas obras sedimentares de Nestor Rocha e Riscas de Chuva de Analuci ao visitar o blog: www.brutoabrupto.blogspot.com)

UM BEIJO COM AMOR


UM BEIJO COM AMOR

MINHA CIDADE TÃO VELINHA, QUANTA COISA JÁ PRESENCIOU? QUANTO PROBLEMA ENFRENTOU AO LONGO DESSES CINCO SECULOS? ATAQUES DE INDIOS E PIRATAS, REVOLTA E FUGAS DE ESCRAVOS, DOENÇAS MISTERIOSAS, DRAMAS FAMILIARES, BRIGAS, DESAVENÇAS, INIMIZADES POLÍTICAS E PESSOAIS, AMÔRES NÃO CORRESPONDIDOS, PAIXÕES DEVASTADORAS, SUICÍDIOS, ESPERANÇAS PERDIDAS, SONHOS REALIZADOS, SONHOS DESTRUÍDOS, ATRAZOS E RENOVAÇÕES.
QUANTA HISTÓRIA SE ESCONDE NESSES VELHOS CASARÕES. GANÂNCIA, OURO, PODER, TRAPASSAS E ABNEGAÇÃO, BONDADE E MALDADE DE MÃOS DADAS, O CINISMO DA SUPERIORIDADE NO OLHAR DESDENHOSO AO PASSANTE, O BEIJA MÃO CONDESCENDENTE AO QUE JULGA SEU INFERIOR, A FUGA VERGONHOSA PARA SITIOS NA HORA DO VAMOS VER, O RETORNO VITORIOSO COMO HEROI, ESQUECIDO QUE HERÓI FOI QUEM FICOU E ENFRENTOU O PROBLEMA EM ABANDONO EXTREMO. AS TERRAS GRILADAS, OS POSSEIROS MORTOS OU EXPULSOS, O CHORO DAS CRIANÇAS SEM PAIS. A MORTE DOS SONHOS. QUANTAS LÁGRIMAS SEM CONSÔLO SOBRE AS CENTENÁRIAS CALÇADAS, QUANTOS SOLUÇOS SUFOCADOS EM BECOS HOJE ESQUECIDOS...
QUANTOS RISOS, QUANTOS OLHARES, QUANTOS NAMORICOS FUGASES. INCESTOS, PEDOFILIA, RANCÔRES, DORES DE ESCRAVO ESPANCADO, MULHERES SUBJUGADAS POR MARIDOS BRUTAIS E TIRÂNICOS. MARIDOS AMADOS E TRAÍDOS, MARIDOS COMPANHEIROS DE VIDA, ESPOSAS INDIFERENTES, SONHOS DESFEITOS, VIDAS AMARGURADAS, FILHOS DESNATURADOS. AMIGOS ABANDONADOS NA HORA DO FAVOR, AMIGOS ESQUECIDOS DO FAVOR, AMIGOS PARA ESQUECER, AMIGOS PARA LEMBRAR, AMIGOS QUE SE FORAM E QUE FICARAM NA LEMBRANÇA.
QUANTAS MÃES ABNEGADAS CRIARAM E EDUCARAM FILHOS GENEROSOS, PAIS PESCADORES FORMARAM COM SEU TRABALHO E SUÓR FILHOS ILUSTRES. QUANTO AMOR ILUMINOU A FACE DAS MONTANHAS. RISOS NOS SALÕES EM FESTAS. CLUBES, LOJAS, CANTINAS E JORNAIS DESAPARECIDOS LEVARAM PARA O ESQUECIMENTO PARTE DE NOSSA HISTÓRIA. QUANTO BRILHO EM NOSSOS CARNAVAIS. QUANTA ESPERANÇA FLORIU EM NOSSOS LARES POBRES E RICOS, TANTAS ESPERAS, TANTOS SONHOS, TANTAS ILUSÕES.
MILAGRES, FESTAS, SERENATAS, RISOS E CANÇÕES. JUVENTUDE E VELHICE, NASCIMENTO E MORTE. TUDO ISSO É IGUAPE. TUDO ACONTECEU POR AQUI, TODOS OS EXTREMOS SE TOCARAM, TODOS SOBREVIVERAM. QUE BELA HISTORIA IGUAPE NOS CONTA TODOS OS DIAS... QUE BELA HISTÓRIA! E, NÓS PASSAMOS INDIFERENTES PISANDO SOBRE SONHOS MORTOS, INDIFERENTES COM AQUELES QUE POR AQUI OS VIVERAM, ESQUECIDOS
QUE TAMBÉM NOSSOS SONHOS UM DIA SE JUNTARÃO AOS MILHARES DE SONHOS QUE AQUI NASCERAM E VOARAM PARA A ETERNIDADE... IGUAPE! AMO-TE.
IGUAPE! MEU PONTO REFERENCIAL NO PLANETA, MEU NINHO, MINHA CRUZ, MEU PORTO, MINHA LÁGRIMA E MEU SORRIR. POR TUDO ISSO LUTO PARA VER-TE BELA, SEI QUE ÉS LINDA, ÚNICA, MÃE GENTIL. MAS COMO GOSTARIA DE TE COMPARTILHAR VITORIOSA, MÃE ORGULHOSA E SACIADA PELO AMOR DE FILHOS RECONHECIDOS, MÃE GENEROSA REPARTIDA NA DÁDIVA DO AMOR PELA CIDADANIA, PELO AMPARO AOS FILHOS NECESSITADOS. AMO-TE IGUAPE! E, QUANDO MEUS OLHOS SACIADOS DE VIDA SE FECHAR PARA ESSE MUNDO, SERÁ A TUA IMAGEM DERRADEIRA QUE LEVAREI NA LEMBRANÇA PARA A ETERNIDADE DO MEU SONO, E NA LEMBRANÇA DE TUAS ÁGUAS E MONTANHAS EU ESTAREI FELÍZ... AMO-TE IGUAPE! UM BEIJO COM AMOR.


GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009
Seja um seguidor do nosso blog
você também!

SAUDADES TUA


SAUDADES TUAhttp://www.blogger.com/img/blank.gif

QUIZERA FAZER UM VERSO
PARA LEMBRAR DE VOCE.
QUE FALASSE DE AMIZADE
DE COISAS QUE NÃO SE VE.

QUE MOSTRASSE O SENTIMENTO
QUE TENHO DENTRO DE MIM...
QUE GRITASSE A QUATRO VENTOS
QUE A VIDA... É BELA... SIM!

ESTAMOS SEMPRE MORRENDO
A CADA HORA QUE PASSA...
QUE VIVER É SE IR CORRENDO
FEITO UM VENTO OU FUMAÇA

QUE DAQUI NADA LEVAMOS
QUE NOSSA ALMA VAI NÚA...
MAS SE AQUI TUDO DEIXAMOS
LEVO SÓ SAUDADES TUA...

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

REPARA NO PASSARINHO


REPARA

SE UM PASSARINHO PASSAR
POR SOBRE TUA JANELA...
SOU EU QUE ESTOU A ENVIAR
UMA LEMBRANÇA SINGÉLA.

MEU PASSARINHO SAUDADE
PROCURA PELA MAIS BELA
VOANDO SOBRE A CIDADE
COMO JANGADA SEM VELA.

ASSIM O AMOR CISMANDO
NESSA TARDE TÃO SERENA,
VAI O TEU NOME CHAMANDO
TEU NOME, MINHA MORENA.

REPARA NO PASSARINHO
REPARA NO QUE ELE DIZ:
- SÓ ME FALTA TEU CARINHO
PARA EU PODER SER FELÍZ!

GASTÃO FERREIRA/IGUAPE/2009

HISTÓRIAS DO FUTEBOL REGIONAL (5)

“HISTÓRIAS DO FUTEBOL REGIONAL” – Nº 5
A “Associação Sul Paulista de Esportes”, foi fundada em 10 de fevereiro de 1935, na Vila de Alecrim (Pedro de Toledo), cuja finalidade era a organização de torneios e campeonatos do times existentes na “Zona” (linha Peruíbe-Juquiá), sendo empossada a seguinte Diretoria: Presidente, José Gomes da Costa; Vice, Tenente Otaviano de Oliveira; Secretário geral, Albino Pinheiro; 1º Secretário, Edésio M.Leite; 2º Secretário, Joaquim Camargo; 1º Tesoureiro, Antonio Peres e 2º Tesoureiro, Manoel Nunes. Comissão de Esportes: Alberico Marietto, Albano Marietto, João A.Carneiro, Hypólito Ribeiro da Silva, Ítalo Pazzini, Mário Pupo de Moraes. Comissão de Justiça: Alfredo Talib, Abel A.Carneiro, Pedro V. Morais. Consultor Jurídico: Cel. Diogo Martins Ribeiro.
Em 10 de março do corrente ano, realizou-se em Alecrim, uma eliminatória organizada pela nova Associação entre seus clubes filiados, sendo: Juquiá F.C., Biguá F.C., Pedro Barros F.C., Associação Progresso do Alecrim e E.C. Peruhybence. Ficaram como finalistas Prainha F.C., com dois jogos ganhos e A.P. Alecrim, com um jogo ganho. Terminou o jogo com resultado favorável a A.P.Alecrim por 2 x 0, classificando-se em primeiro lugar.
Momento depois entram em campo, o time do Alecrim e um selecionado da Associação, sendo estes os quadros:
Selecionado
Escoparim
Menélio Pedro
Ditão Gustavo Paulo
Marques Belchior Rodolfino Zacarias Luiz
Alecrim
Alberto
Pedro Alcádio
Zé Vicente Leal Fioriti
Brasil Renato Nelson Zuca Benjamin
O jogo foi bem disputado, havendo um empate de 2 x 2. Ao final do evento , a Associação Sul Paulista de Esportes, foi elogiada pela brilhante maneira com que se portou e organizou o “Festival” de Futebol.
Miracatu, 01 de abril de 2009.
Fontes: Jornal: “O Ribeira de Iguape”–Prainha, Domingo 24/02/1935–ANO II-Num.26
Jornal: “O Ribeira de Iguape”–Prainha, Domingo 17/03/1935-ANOII-Num.28
Acervo: Museu Municipal “Pedro Laragnoit” – Miracatu – SP.

Pesquisa; Laerte de Camargo Araújo.

Retrato de Jan Six

O magnífico Jan Six
Fidalgo de Amsterdã
Foi em traços toscos e lisos
Retratado pelo célebre Rembrandt

Homem garboso
Elegantemente trajado
Olhar fluido e discreto
Contorno voluptuoso

Mãos ebúrneas,
Harmoniosamente reclinadas,
Desnudam seu ser!
Seus lábios cálidos,
Tão indeléveis,
Delatam-no probo!

Em tons verdes e rubros
Jan Six tão belo
Sublime e engomado
Ainda pode ser apreciado!


Álvaro Ribeiro Domingues

A música da despedida

Quando você estiver triste
Cante uma música,
Uma música qualquer,
Será a melhor despedida,
Ficará para sempre na lembrança
Como um caloroso abraço,
Um sublime adeus!
A música será a libertação, em pleno exílio,
A libertação!


(Escrito às 03:50, no dia 12/01/09, assistindo o filme Sibéria e lembrando de momentos felizes ao lado de amigos.)


Álvaro Ribeiro Domingues

O Gentil-Homem

Jovem tão garboso
De ser acólito
Olhar rutilante
Cabelos lanosos
Gestos eólicos
Ternos traços
Em tenros passos
Ele caminha sublime
Entre impassíveis fidalgos


Le beau garçon
Un honnête homme
Cuja beleza tenaz
E principesca
Tanto mais a fuliginosa
Austeridade pitoresca
Tenta encobrir
Mais a torna imensurável!


Álvaro Ribeiro Domingues

NO CENTRO DO CORAÇÃO DO VALE...

Conteúdo essencial para viver aqui,
é mergulhar em você mesmo, para
saber onde esta.
Encontrei um verde virgem, maduro.
Desconheço a mim, desconheço onde estou,
minha bússola é o meu coração
apontando para o centro dessa região.
A viagem principia, viagem ao centro,
não a viagem de Júlio Verne , a nossa viagem!
Vale do Ribeira a partir de nós, partindo, rupturando
outros conceitos,
construindo versos sujos de tintas, mapeando com "atos arte"
o que vai surgir,
Nós.

Martins Castro

Texto escrito para o Fanzine "Distinus look fanzine" nº 2
do poeta Martins Castro e Julio cesar da Costa 1991

lançamento de livros


Dia 09 de abril você poderá estar em contato com arte, literatura e boas companhias!
lançamento dos livros dos escritores Jehoval Junior e Osvaldo Matsuda
As 20 horas na Câmara Municipal de Miracatu
com as presenças de João Bá, músicos e do poeta Julio Cesar Costa e muitos convidados
Ladrilhos improvisados
Esse poema foi escrito numa noite fria de maio dentro do calor do bar do seu Maurinho, quer dizer, começou numa manhã gelada em meu solitário mau humor, a muitas mãos, agora são outros sentimentos...

Queria que meus olhos fossem caleidoscópios
pra que transformassem tudo ao meu redor em coisas bonitas de se ver
quem sabe meu mau humor fosse embora...
mas não vemos só com os olhos
o que sentimos é que define o modo como vemos as coisas
vemos o que sentimos...
Queria que meus olhos fossem lâminas
e passassem a cortar todos sem ação
invocando reação
sossego por algumas horas...
Queria mais é que meus olhos pudessem, de forma translúcida,
ir além do horizonte e se encontrar nos teus desejos...
Não queria ver nada
somente a cegueira
talvez nada...
Nada... da na... um som(na verdade samba)
Idéias... e essas moças lindas
é assim mesmo
copo pela metade
uma xícara(só uma palavra que veio)
vícios
um beijo...
Não sei dos versos a metade,
construímos esse poema
com os cacos
feito ladrilhos improvisados
no piso iluminado com resto do sol...
Queria que a vida fosse sempre assim
Transcedendo a realidade
atemporalmente eternizar esse momento
e agora são outros sentimentos...
E os estudiosos dizem não existe felicidade
discordo
hoje fiquei feliz.
Paloma, Júlio, Davi, Janaína, Deco, Júnior, Douglas.
11/05/06